quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Chacra, o que é?


Os Chacras.


A palavra chacra ou chakra vem do sânscrito (língua indo-européia; até hoje é a língua institucional da Índia) e significa roda, disco, que funcionam como vórtices ou redemoinhos de energia vital; espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso corpo. São, desta forma, centros suprafísicos através dos quais as energias dos diferentes campos são sincronizadas e distribuídas ao corpo físico. São transmissores e receptores de energia.


Além do duplo etérico, eles são ativos também em outros níveis energéticos como no nível astral, no nível mental e, até certo ponto, nos níveis mais elevados, nos quais desempenham diferentes papéis. São denominados efetivamente de "Chacras" na atuação no duplo etérico, onde funcionam como instrumentos para a concentração de energia no corpo e representam papel essencial na saúde e na doença. Suas principais funções são absorver e distribuir o prana ou energia vital ao corpo etérico e, através deste, ao corpo físico.

Como dissemos, no formato, lembram uma roda cujo centro funciona como um eixo, em torno dos quais giram estruturas em forma de pétalas – na literatura indiana os chacras são chamados de lótus porque têm a forma dessa flor e porque possuem uma raiz que os liga energeticamente à coluna vertebral e ao sistema nervoso. 

São sete os principais chacras, dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça. 


Cada um destes chacras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano e se ligam a certos órgãos do corpo físico.

Os chacras que se situam na superfície do corpo etérico (duplo etérico), variam bastante quanto à tonalidade, luminosidade, tamanho, rapidez de movimentos, ritmo e textura, alguns sendo mais finos e outros mais grosseiros, dependendo do temperamento e do estado de saúde do indivíduo (modificada, como já se descobriu na ciência terrestre, pela atuação de seu psiquismo). Por isso, o processo do adoecer é, para os videntes e clarividentes, bem visível nos chacras, uma vez que não apenas rompe seu movimento harmônico como também altera a textura de seus componentes.

Assistam a este vídeo, no link abaixo, é muito bonito, vale a pena!
http://www.youtube.com/watch?v=gEFM6QT0vzU


Imagens: www.google.com.br / vídeo: www.youtube.com
Obs: As imagens deste post, foram trabalhadas para melhor visualização dos leitores.


É isso aí pessoal, espero que tenham gostado, para quaisquer outros esclarecimentos, é só deixar um comentário que responderei com muito prazer.

Beijo grande no coração de todos e fiquem com Deus!

Beto Ribeiro.

2 comentários:

Verônica Cobas disse...

Oi, Beto

Entendo genericamente o que são os chakras. Foi bom e interessante ler um relato mais concreto, o que sempre ajuda a me situar. beijos

Pedro Nóbrega Pinaud disse...

Betão,
Uma vez ouvi que as casas espíritas trabalham abrindo canais, só que elas rodam os chacras para o lado errado.
Enfim, no momento me assustei, mas com ajuda do bom senso e dos conselhos e confortos de grandes amigos vi que o que se falou foi de extremo preconceito e desrespeito religioso. Pois após receber um passe magnético, ou sair de uma sessão de cura e energização, sempre sinto-me bem, disposto, alegre, confortável... Então como estaria rodando para "o lado errado"?! Não dá!
Agora, uma dúvida ficou... os chacras têm um lado certo para rodar?! Tem como manipular esse movimento?! Pelo pouco que sei, os chacras rodam ou param. Não giram para outro lado...
Enfim, esta é a dúvida! Abraços, meu querido!!!
Cada vez que procuro postagens em seu blog, mas me surpreendo! Muito bom! Abraços!